16 de abril de 2010

Vida e obra de um artista local

Bate Papo com um artista Xique-Xiquerrímo
Poly Pinheiro Entrevista:

Carlos Roldão Lima, popular "Roldão" 44 anos, natural de Xique-Xique/Ba.
Esculpe, modela, desenha, pinta, restaura, faz dobraduras , escultura com garfos, entre outras.


Entre suas grandes produções destacam se:
Restauração do Altar mor e Nichos, da Igreja Bom Jesus dos Navegantes ( Perante ao Frei Luiz/Barra do Rio Grande-Ba),
Pescador (Entrada da cidade Xique-Xique-BA),
Mãos com a Bíblia (Praça da bíblia em Xique-Xique-BA),
Mãos jogando água (Fonte Luminosa – praça em Canarana -BA),
Praia com coqueiros (Painel em cimento alto e baixo Relevo -Brasília-Df)
Pescador (painel em cimento alto e baixo relevo- Xique-Xique-BA),
Escultura em cerâmica – nu artístico (exposição coletiva no museu de arte moderna de salvador- solar do unhão)


ENTREVISTA:
Poly:Você vem de uma família de artesãos correto?
Roldão: Bem, meu avô e a minha mãe, eles eram artistas, restauravam, pintavam... ah! O meu avô foi quem fez a última restauração da pintura da igreja do miradouro, acho que em 1939. (Cem anos após a primeira pintura)


Poly: Como e quando surgiu seu interesse pela arte?
Roldão: Acredito que desde menino, sempre gostei... ajudava a minha mãe em alguns trabalhos e restaurações... Modelava com cera de abelha, bordava em copos de alumínio (técnica que não conseguir pegar).


Poly:Você acha que seu trabalho tem o valor que merece?
Roldão: Financeiramente falando, não!


Poly: Qual ponto foco dos trabalhos, ou não tem:?" a inspiração vem e vc assina?"
Roldão: Depende, quando o cliente já tem uma idéia formada o foco passa ser a idéia dele, Caso contrário, a inspiração vem e eu assino.


Poly:Você sobrevive único e exclusivo de seu trabalho artistico?
Roldão: Errado! Não tem como você sobreviver único e exclusivamente da arte. Por isso, e por gostar, dou aulas em escola particular e na rede municipal. Não dá para sobreviver de arte em lugar nenhum do mundo que não valorize a cultura artística. Xique-Xique cresceu muito em relação a isso. Mas, continua capengando.


Poly:Você trabalha sozinho?
Roldão: Na maioria das vezes sim, por não arranjar um assistente. Acredita, que eles alegam que não são capazes de aprender o que faço, pode um negócio desses?


Poly:Todo artista tem sua obra prima "xodó",qual a sua?
Roldão: A cada trabalho uma supresa. Mas, meu xodó ainda continua sendo o pescador, talvez por ter sido inspirado em meu pai.


Poly: Qual foi a sua cabo mestre do ponto de partida de seu trabalho.
Roldão: Como artista? Minha mãe, Meu avô.


Poly: Me defina "ROLDÂO" em uma palavras ou frase
Roldão:. Porque que é difícil falar de si mesmo? A gente fica buscando qualidades e esquece dos defeitos. Mas, quem gosta de falar mal de si mesmo? Roldão é um virginiano irreverente que adora o belo e detesta a mentira, gosto de fazer e preservar os amigos...


Poly: Esse artista tem anseios para o futuro?
Roldão: Xique-Xique – Brasil – Europa


Poly: Atualmente ta "aprontando " o que?
Roldão Estou com alguns trabalhos paralelos. Tem uma imagem de 4m de Sta. Rita de Cássia para ser posta lá na entrada da cidade, um Surubim de 2,20m (ducha para piscina particular), carenagem de uma moto (1ª e última)


Poly: Você tem algum artista favorito? Quem?
Roldão: Sim. Michael Angelo (sou apaixonado pelas suas esculturas) e Aricélia grande amiga e artista, pinta como ninguém!


O atelier de suas produções artisticas do nosso artista "Roldão",fica localizado na Rua:Cel. José Nogueira, atrás do Bradesco,NA CIDADE DE XIQUE-XIQUE-BA.
Contato: roldao39@yahoo.com.br




FOTOS DO ARQUIVO PESSOAL DO ENTREVISTADO

2 comentários:

Xique Xique disse...

Poliana,
Excelente a sua entrevista com Roldão. É um genial artista nosso, portando o gen desde o avô Roldão, que tive a oportunidade de conhecê-lo pessoalmente bem como a genitora Iris. Parabéns, também pelo seu Blog, do qual já estou seguindo.
Juarez Morais Chaves

Sócrates Júnior (koka) disse...

Roldão realmente eh genial. o conheço, é de uma simplicidade extratosférica.. eu gosto muito de conversar com ele, quando tenho tempo. abraços poli..